Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

21.01.16

Cenas da vida de uma criança...

soumaiseu

Já vos disse que a professora da minha petiz tem 56 anos. Não é velha, mas também já não é nova e tenho para mim que o desgaste da profissão lhe retirou grande parte da paciência necessária para lidar com miúdos de 8/9 anos. Ora vejam:

  • Na segunda-feira a Rita diz-lhe que não se sente bem e que não tem fome para comer o lanche da manhã. A professora diz-lhe que está bem, não tem fome não tem de comer. Ok. Pouco tempo depois, no intervalo, a Rita continua mal disposta. Fala com uma empregada, a mais antiga, a mais idosa e a mais paciente de todas, que prontamente me liga e me aconselha a ir buscá-la. Entretanto fala também com a professora que desanca a miúda: "Não sei porque foste falar com a D. Céu, devias era ter vindo falar com a professora. E agora não é em 5 minutos que eu te mando os trabalhos de casa..." Eu, mãe, pergunto qual foi a parte que ela não percebeu quando a miúda logo ao lanche da manhã lhe disse que não estava bem...
  • Ontem a Rita não levou relógio de pulso. Nos intervalos costuma controlar o tempo restante para ir à casa-de-banho antes do toque porque sabe que a professora não gosta que vão a meio das aulas. Ora ontem, não levando relógio, a coisa não correu bem. Toca a campainha, a Rita vai para a sala, e logo a seguir pede para ir à casa-de-banho porque estava mesmo aflitinha. Reparem que é a primeira vez que isto acontece. Ainda assim, a Sra. Professora desancou outra vez a miúda. Lá a deixou ir à casa-de-banho mas não sem antes lhe dar um valente raspanete. Eu, mãe, pergunto, havia necessidade? 
  • O ritmo de trabalho dos miúdos não é o mesmo numa turma. Há os que trabalham demasiado rapidamente, os que fazem as coisas a ritmo normal (como é o caso da minha petiz) e os mais vagarosos. Ora por vezes, os rápidos e normais também se atrasam. A minha miúda anda constipada, ranhosa, sonolenta e preguiçosa. Atrasou-se nas contas de dividir e quando as foi mostrar à Professora esta considerou que já era tarde demais "Óh, Ana! É sempre a mesma coisa! Continuas a vir ter comigo quando está quase a tocar... blablabla". Resultado, a Rita trouxe para casa a ficha com as contas de dividir para as fazer e corrigir com a ajuda do pai. 

E isto é só parte do que se passa na sala de aula, porque não é só com a minha filha que estas coisas acontecem. Com tanto professor competente a precisar de trabalhar e nós.... 

26.11.15

Irritada...

soumaiseu

Tanto tempo para dar matéria e a professora da minha filha passa o seu tempo precioso a massacrar os alunos com revisões sobre revisões sobre revisões. Depois, quando se aproximam as datas dos testes é que se lembra que afinal há matéria para dar, então o que é que faz? Despeja-a nos miúdos... Haja paciência! Tanto professor competente no desemprego e a nós saiu-nos esta bela "encomenda"...

22.04.15

Não é normal...

soumaiseu

No domingo passado fui a Fátima numa excursão organizada aqui pela Paróquia de Moscavide. Comprei à minha petiz e ao Afonso, um colega que a acompanha desde a pré-escola e cuja amizade temos vindo a cultivar, não só entre os catraios, mas também entre nós pais. Somos amigos e os piolhos não são excepção à regra, mas como eu dizia comprei aos miúdos dois anéis anti-stress com uma cruz e uma dezena, que foram devidamente benzidos. Os miúdos, todos contentes, levaram os anéis para a escola... A Professora viu o Afonso com o anel no dedo e disse logo muito prontamente que era um anel de noivado... E não tinha ela reparado que a Rita também tinha um igual no dedo, se o tivesse visto fazia logo o romance completo e a novela toda! Eu digo-vos não acho normal este tipo de comportamento. Que os professores se riam das baboseiras que os miúdos dizem é uma coisa, agora que sejam eles a lançar as graçolas, principalmente quando estamos perante um miúdo que é alvo de todo o tipo de chacota por parte dos colegas, acho grave, muito grave. O Afonso sofre de Bullying na escola e ela faz uma destas... Não é normal! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D