Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

18.03.13

Lembram-se da "Melga"?

soumaiseu

Aquela que eu afastei assertivamente mas que ainda assim esperava por mim todos os dias à porta da Escolinha, quer chovesse ou fizesse sol, e que teimava em descer a pé comigo aquele pedaço de percurso, e que se colava às compras matinais no Lidl ou na frutaria? Essa mesmo! Há bem 1 mês e meio que não a via. Houve um dia em que a "Melga" não estava à minha espera... está-se bem! No dia seguinte a mesma coisa e no outro e no outro. Nem um SMS, nem um telefonema. E o tempo foi passando. Hoje o maridão deu um "Alerta Geral". A sair da Escolinha vinha a "Melga" com a sua roupa ultra justa e os seus sapatos de estacas ultra finas... sem mala, logo calculei que estivesse alguém à sua espera. Tentou passar despercebida mas eu cá sou filha da mãe e não deixei. Disse-me então que está "meia junta" (seja lá o que isso for) com o fulano do carro preto parado do lado de lá da estrada, que está tudo bem, que o ex dela vai para Inglaterra, e pronto. O que é que isto tem de especial? A mentira! Tudo o que ela me contou antes deste rendez-vous era mentira. O tipo do carro não tinha um carro vulgar mas um Audi, não é novo de porte atlético, nem loiro de olhos azuis como ela dizia, tem idade para ser pai dela, é gordo, e desculpem-me a franqueza, bastante feio! Onde o desencantou não sei, ou melhor sei, mas provavelmente também isso é mentira. O que me incomoda? Tudo! Acho que ela queria qualquer coisa de mim... sei bem o quê mas prefiro não falar disso. Não levou a dela avante. De resto, esta foi só mais uma "Melga" que cruzou o meu espaço aéreo. Há pessoas que por alguma razão não me inspiram confiança. A "Melga" era uma delas. Eu sabia que havia ali um problema qualquer de software... Esperemos é que não volte a avariar para os meus lados! Ainda assim não consigo deixar de sentir alguma pena dela: uma jovem rapariga que quando devia estar a viver como uma miúda normal resolveu juntar-se, quando devia estar a gozar a sua nova vida a dois engravidou, quando devia estar a cimentar a sua relação separou-se... salta de homem em homem em busca de qualquer coisa que ainda não encontrou, perdida... A mim parece-me que toda a sua vida é feita de escolhas erradas... 

10.01.13

A Melga e os Botins...

soumaiseu

Hoje a "Melga" da Escolinha da Rita disse-me "Vens comigo à S_ (Sapataria)? Preciso de ver umas botas para a B_ (filha da Melga)"... Já que a Sapataria fica a caminho de casa lá fui com ela, embora não fosse comprar nada pelos menos sempre distraia as vistas. A loja só abria às 10 h pelo que tivemos de esperar 5 minutos e durante esse período a Melga enamorou-se de uns botins de senhora que se viam da montra... pavorosos, a fazer lembrar o calçado de p_ (desculpem-me a comparação) mas enfim, gostos não se discutem! Chegada a hora entrámos... a Melga foi atraída como as suas semelhantes para a luz (dos botins claro).. experimentou uns seis pares, todos horrorosos, todos iguais... deixou caixas espalhadas pelo chão, mas não sem antes dizer que não precisava da ajuda das empregadas porque fazia tudo sozinha (excepto para arrumar a confusão, claro!), pegou nos eleitos e foi para a caixa. 40 €. Nem sequer se aproximou da secção de criança...

"Pensei que vinhas ver umas botas para a miúda..." - disse em tom provocador. 

"Pois vinha, mas o que é que queres? Apaixonei-me..."

A mim isto jamais me aconteceria! Se a Rita precisa, primeiro ela e só depois eu, foi assim que fui criada. Jamais entraria numa loja e me deixaria perder de amores pelo que quer que fosse ao ponto de comprar para mim e esquecer-me totalmente da catraia... Agora já sei que qualquer dia lá me vem ela dizer que este mês já não pode comprar as botas para a miúda, porque já gastou mais do que devia... Ah, pois é! Lá fica a B_ descalça de botas durante mais uns tempos!

Continuo a dizer que isto comigo não acontecia! Pensem de mim o que quiserem!

06.11.12

Novamente a Melga...

soumaiseu

Hoje soube coisas que me deixaram pasmada, corada não porque não sou mulher de corar (apenas quando digo umas daquelas argoladas que me saiem sem dar por isso como aconteceu no domingo com o Dr. Roberto... que vergonha, meu Deus! Nunca mais aprendo!). Há coisas que não se dizem, não se contam, que se guardam bem fechadas no fundo do baú... não se trata de cinismo ou falta de confiança em quem nos rodeia para lhas contar-mos, eu chamo-lhe intimidade, são coisas nossas, decisões nossas, segredos nossos, erros nossos... podemos ou não crescer com eles, mas nunca os poderemos contar, muito menos a quem mal conhecemos! Conclusão: eu que já tinha percebido que a Melguita sofre de uma série de síndromas que a mim não me agradam,  que já tinha decidido que não queria conhecer melhor aquela "sugadora",  que já tinha afastado (julgava eu) assertivamente não mudei de ideias, ou melhor as minhas ideias a respeito dela ainda ficaram piores! É que nem pensar! Xô... xô! Sai daqui! Por acaso tenho cara de Padre? Não me lembro de ter aberto nenhum Confessionário!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D