Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

22.11.16

Como é possível?

soumaiseu

Adoro, adoro! 

 

Ontem foi o Dia do Olá, e a minha mãe deu comigo a cantar a música de fundo da reportagem envolta em tachos e panelas na cozinha...

- Então?

- Então o quê?

- Estás a cantar?!

- Pois... eu canto imenso... qual é problema? Então no carro...

- Corre-te assim tão bem a vida para estares a cantar?

- ?????????

Não percebo esta sua teoria que só podemos cantar quando a vida nos corre bem, a vida em si é uma dádiva que deve ser sugada ao máximo. Claro que neste momento a minha vida está virada de pantanas em relação aquilo que eu gostaria que fosse, mas quantos de nós se podem gabar de ter a vida que exactamente queriam ou gostavam de ter? O truque é aproveitar aquilo que de bom Deus ou se quiserem a vida nos dá e nos traz, e a verdade é que vistas bem as coisas tenho muito mais de bom na minha vida do que de mau... Seize the Day... Carpe Diem! Canto pois então! Porque não haveria de cantar? Olha agora! 

 

13.10.15

Sobre a fé...

soumaiseu

4bacbb414d30e538b8dfa21f4a4db71c.jpg

Hoje enquanto víamos na televisão a transmissão do Santuário de Fátima ouvi a minha mãe dizer com um ar pesaroso:

- Fui duas vezes a Fátima pedir a Nossa Senhora que desse juízo ao teu pai e te curasse da asma. Não me fez esses milagres...

- Já pensaste que os milagres acontecem nas pequenas coisas do dia a dia? E que há por aí tanta gente que precisaria muito mais de milagres do que nós?  - Perguntei-lhe eu. 

- Cada um sente as suas... - Foi a sua resposta.

Não entendo esta fé egoísta de querer todo o bem para nós e nada para os outros. Para mim a fé não é nem pode ser egoísta. Uma fé egoísta acaba por morrer. Quando eu peço a Deus raramente peço para mim e quando o faço (porque também sou humana) peço-lhe força, somente força. Esta é a minha fé. 

 

20.02.15

Novela ou revista cor de rosa?

soumaiseu

Já é do conhecimento público que não gosto de novelas. Um destes dias tentei, por pura preguiça de me levantar e mexer do sitio onde estava, ver um episódio de uma novela portuguesa que dá a seguir ao almoço. Imaginem o que é estar a tentar perceber a coisa com uma Mãe a tagarelar constantentemente ao meu lado:

"... esta entrou numa novela muito gira, fazia um papelão....ai, eu gosto muito deste, ele faz isto muito natural... é casado com aquela, a que fez não sei o quê.... e tem uma filha que se chama Beatriz... olha esta, armada em boa, já está separada... ai não gosto nada deste, ui... a cara do homem, credo, até mete medo... e é mau como as cobras... coitadinha da que faz o papel de mulher dele, tem passado o que Deus sabe... e este que é tão engraçado?... a menina é muito linda... eu gosto é de novelas assim que nos fazem rir... não é como aquela da não sei quantas que só fazia diabruras... era só pancadaria... e cenas picantes...."

Ninguém aguenta! Mandei a preguiça às couves e fui buscar a Rita à escola mais cedo....

 

27.10.14

São dias difíceis os meus...

soumaiseu

Não tenho vindo muito ao blog e quando venho evito falar de mim, do que que penso, do que me vai na alma ou no coração... A minha mãe dorme na minha própria cama, eu durmo com o marido num colchão de encher há quase um mês, a minha privacidade nula... os meus dias são difíceis, duros de roer. Não ando no meu melhor. Há dias em que fraquejo, outros em que dou luta, mas na maioria das vezes entro em piloto automático e é assim que eu passo pelas tempestades. Porque estou novamente naquela fase em que não me apetece ir contra o vento mas ao sabor dele... E penso na minha filha, a minha âncora, o meu pilar, a minha tábua de salvação. O ar que eu respiro. Por ela tudo. Por ela tudo o que eu não tive apesar de ter tido todo o direito de ter e ainda hoje continuo a não ter.... e estou cada vez mais calada o que faz com que me chamem de fria e distante... Contudo, nada disso é verdade! Estou apenas a proteger a minha sanidade mental. São dias difíceis os meus....

28.09.14

Semana "Maravilha"...

soumaiseu
(Da net)

Depois da Rita ter apanhado uma carraspana daquelas, de a ter pegado a toda a família, de eu estar à beira de um ataque de asma que tento impedir com a minha medicação SOS, eis que chega sábado. Dia de abertura oficial da Catequese. Vamos à reunião com o Sr. Prior, a Rita está com a Catequista. Venho a casa lanchar para depois irmos à Missa das crianças às 18.30h. Chego atrasada. Entrego a Rita à Catequista, começo a subir as escadas para ir para o meu local habitual, chego a meio, o meu telemóvel toca, ao tentar rejeitar a chamada sem querer atendo, ouço o meu pai do lado de lá em pânico que me grita "Vem para casa que a mãe caiu..." Ao longe ouço os gritos dela! Vou à Catequista, peço-lhe que me tome conta da Rita enquanto vou a casa ver o que se passa. Saio a correr da Igreja, o Prior interrompe o discurso para me observar. Toda a gente a olhar para mim... não quero saber, continuo a correr! Chego a casa encontro a minha mãe com a cabeça aberta e a escorrer sangue por tudo quanto é lado. O marido vai buscar a Rita à Igreja, vamos para o hospital. Eram sete horas quando demos entrada. Saímos de lá eram 2 da manhã. Na cabeça foram 13 pontos, descobre-se um joelho negro que duplicou de tamanho, contudo apenas magoado, e uma fractura da extremidade superior do úmero. Fizeram RX, Tac's, veio com o ombro imobilizado por uma faixa que terá de manter dia e noite durante as próximas 4 semanas. A cabeça e o ombro inchados, o olho negro, o joelho numa desgraça. E eu, só consigo pensar que não devia ter saído da Igreja a correr e que devia ir desculpar-me com o Padre... Não sou normal! Acho que este pensamento serve apenas para não me lembrar que os próximos tempos vão ser complicados para mim... a minha mãe, que já era uma pessoa "parada" neste momento está completamente dependente de mim e dos outros, nem consegue ir à casa de banho sozinha... Estou feita com isto!

 

22.11.13

Lição de vida!

soumaiseu

(Imagem daqui: http://dikakids.com.br/wp-content/uploads/2013/04/pe_s_mae_e_filha.jpg)


Por muito que eu discuta com a minha Mãe, por muitas desavenças que tenhamos, por muito diferentes que sejamos uma da outra, por muito que nos peguemos por causa da educação da Rita, por causa das baboseiras que ela diz, quando eu preciso, é ela que me estende a mão, quando as coisas se complicam, é ela que vem em meu auxilio... E embora eu tenha muito que lhe criticar não posso deixar de me sentir grata. Ontem fui à Igreja falar com Deus: nunca peço para mim, sempre para os outros. Desta vez fui apenas agradecer... porque é assim que eu me sinto, profundamente grata! Obrigada, meu Deus, por tudo de bom que colocas na minha vida! Mesmo que eu nem sempre o mereça nem o saiba agradecer...

Mesmo que a minha vida nem sempre seja fácil!

Ainda assim, Obrigada!

14.07.08

À minha mãe...

soumaiseu

 Há muito tempo que ando para fazer um post sobre  a minha mãe. Tenho-me contido porque não é politicamente correcto falar da nossa mãe, principalmente se tivermos para dizer coisas menos simpáticas... Não tenho muita paciência para floreados, e por isso só escrevo aquilo que realmente penso. Por outro lado, também já sou mãe e tenho consciência de que não sou perfeita. Daqui por 20 ou 30 anos de certeza que a minha Rita vai ter muito que me apontar o dedo ao nariz... E não gostaria de ver publicados num Blog as minhas hipotéticas desavenças com ela. Mas tive uma ideia para resolver o meu dilema: Hoje partilho com vocês uma da minhas músicas preferidas, que eu adoro, mas que me traz sempre algum embargo na garganta, por  dizer tanto sobre mim...

Não será dificil ler nas entrelinhas!

 

Queen - Too Much Love Will Kill You

I'm just the pieces of the man I used to be
Too many bitter tears are raining down on me
I'm far away from home
And I've been facing this alone
For much too long
I feel like no-one ever told the truth to me
About growing up and what a struggle it would be
In me tangled state of mind
I've been looking back to find
Where I went wrong

Too much love will kill you
If you can't make up your mind
Torn between the lover
And the love you leave behind
You're headed for disaster
'cos you never read the signs
Too much love will kill you
Every time

I'm just the shadow of the man I used to be
And it seems like there's no way out of this for me
I used to bring you sunshine
Now all I ever do is bring you down
How would it be if you were standing in my shoes
Can't you see that it's impossible to choose
No there's no making sense of it
Every way I go I'm bound to lose

Too much love will kill you
Just as sure as none at all
It'll drain the power that's in you
Make you plead and scream and crawl
And the pain will make you crazy
You're the victim of your crime
Too much love will kill you
Every time

Too much love will kill you
It'll make your life a lie
Yes, too much love will kill you
And you won't understand why
You'd give your life, you'd sell your soul
But here it comes again
Too much love will kill you
In the end...
In the end.
 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D