Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

17.07.14

Tenho...

soumaiseu
(Retirada da net: http://fondopc.com/wp-content/uploads/2013/02/Descanso.jpg)

.... saudades da praia! Eu não gosto do Verão, stressa-me o calor, irrita-me a pele suada e o suor que escorre pelas costas abaixo, o não conseguir dormir bem de noite porque pareço um cão às voltas na cama, entristecem-me os incêndios. Mas gosto de gelados, gosto da sombra das árvores, da água fresca e cristalina dos Rios lá de cima do Norte. Gosto de chinelos de enfiar o dedo, de unhas dos pés pintadas de vermelho sangue. Gosto de saladas num piquenique, melancia com pevides, conversas em ruas de aldeias, confidências à beira mar. Tenho saudades da praia. Da areia molhada e da seca que se esconde onde não deve, das gaivotas, do cheiro a mar e do barulho das ondas. Saudades do mar. Apetecia-me pegar na tenda e zarpar, ficar a sós com a natureza, comigo, com o meu respirar. Perder-me no não fazer nada, ou no fazer tudo aquilo que não faço agora. Mimar o marido, mimar a filha, mimar o cão... em suma: preciso de férias!

22.08.13

Quase, quase...

soumaiseu

... a partir para férias. O marido arranjou uns dias lá no trabalho. No meio do caos conseguiu arranjar maneira de fugir à tempestade que por lá anda... Vamos até à minha terra, Proença-a-Velha, e depois até Alhões e Valverde.

Vou para a minha terra sempre nostálgica, com saudades de quem já não encontro lá, mais do que os lugares tenho saudades das pessoas que me fizeram bem, que me marcaram e que ficaram no meu coração. Lembro-me sempre de uma canção do Tony Carreira dedicada ao Avô, em que ele diz que dava tudo para o ter outra vez ali, com ele... tão verdade! Vale-me quem me resta lá para mimar: os afilhados, a prima, os padrinhos...

Para Alhões vou alegre, feliz e contente. Vou ver a família que sempre me tratou bem, a minha afilhada linda, a serra, o Rio Bestança... o gado! Gosto! Gosto mesmo muito destas gentes, destas terras! Não vai dar para muito. Uma semana passa a correr. Mas vai fazer-nos muito bem! 

Parto amanhã. Volto daqui a uns dias!

Boas férias também para vocês! 

06.07.12

Preciso de...

soumaiseu

 (Foto retirada da Net, Sapo Fotos)

 

Esta é a altura do ano em que eu começo a desesperar... preciso de férias!  Não que tenha andado o ano todo a trabalhar no duro, o que infelizmente já não faço há demasiado tempo, mas porque preciso de sair do meu espaço, do meu ambiente, largar convivências, largar a minha rotina.... preciso de arejar, respirar, ver outras paisagens, outros caminhos, outros sóis, outras gentes, outras caras, outros sorrisos... Preciso de espaço! Nem que seja só por alguns dias... E este ano a coisa está tão enferrujada como a placa da imagem!

30.06.09

Estou de volta!

soumaiseu

 

Já voltei!

Estive uma semana no Norte, saltitanto constantemente entre Alhões e Valverde, mesmo ali ao lado de Cinfães do Douro. Serviu para repôr energias, respirar ar puro e molhar os pés nas águas geladas de um dos rios mais puros de Portugal, o Bestança! Gosto daquela zona! Gosto da vista deslumbrante que se tem sobre o Douro. Em Alhões ainda se pratica o "pastoreio comunitário" (não sei se é esta a desiganção correcta), em que se juntam todas as cabeças de gado miúdo da aldeia (cabras e ovelhas) e 2/3 pessoas da povoação levam-as para o monte, e no dia seguinte vão outras pessoas... É giro ver todos aqueles animais a balir pelas ruas estreitas acompanhados dos necessários cães do gado, animais corpulentos, robustos e sedentos de carinho... Por muito que goste do Norte, perdoem-me os que forem excepção à regra, mas normalmente nesta zona não se cultiva o mimo aos animais, uma simples festa é algo de impensável... mas enfim!

Eu prefiro Valverde, apesar da falta de saneamento, da falta de água canalizada, dos rudimentares acessos ás casas de quem vive mais isolado. Ali é o campo, ou pelo menos, Valverde corresponde à minha noção de campo, rude, em estado bruto e selvagem. Bem ao meu estilo. Tal como eu gosto! Natureza pura e crua! Não me aborreçe o pó nos pés, as unhas sujas logo no primeiro dia, por mais que nos lavemos a pele acaba por ficar sempre encardida! Não me aborreçe o lavar a loiça como a minha avó fazia, em alguidares. Não me aborreçe o usar uma fossa como sanitário... Se todos os caminhos estão cheios de água potável, se hà fruta para onde quer que se olhe, e vegetação! Muita vegetação verde, viçosa, fresca! O ar cheira ao doce das árvores de fruto, a terra cavada e a clorofila! Tão bom!

 

Quanto à Rita adorou os mé-més de Alhões! Acordava para os ver sair para o monte e depois voltava a dormir! Acordava muitas vezes a rir com o canto dos "cacácos" (galos, galinhas...) Gostava de ir às "pilas" (não se riam, que em Alhões as pilas são as galinhas!) buscar o ovo dos "cacácos".  Não teve medo das vacas, nem das aranhas que dormiam connosco no quarto... afinal de contas eram amigas da "Maia", a abelha! Em Valverde brincou com a terra, chapinhou o quanto quis, molhou-se várias vezes... comeu cerejas e uma batata crua que tinha acabado de ser apanhada, cheia de terra e tudo! Deve ter gostado do sabor, porque a mastigou e só a vomitou quando a tentou engolir! Rita tonta! Brincou o quanto quis! E Aprendeu uma série de palavras novas:

Bôtádi! (Boa Tarde)

Ica (Ricardo)

Alhé (André)

Táia (Sara)

Pum-pum (foguetes)

Aiõs (Alhões

batata

Manã (Amanhã)

Meina (Meias)

São apenas algumas das que me recordo agora!

Regressou coradinha!

Suja! Imunda!

Com as unhas dos pés encardidas e muitas nódoas na roupa!

Mas muito, muito feliz!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D