Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

09.02.21

O Amor...

soumaiseu

antoine_de_saint_do_primeiro_amor_gosta_se_mais_do(Imagem retirada daqui)

Em Outubro casou-se a filha mais nova dos padrinhos do meu marido. Quando perguntei ao pai qual era a sensação de casar a miúda lá de casa respondeu-me simplesmente "Faz tudo parte de um percurso que é normal e natural, é mais um passo na mesma direcção, que é suposto e que se espera que aconteça, faz parte da vida, é assim..." Palavras sábias de um homem calado que me ficaram na mente. Eu, mãe galinha, coruja, ave de rapina, leoa, me confesso. Receio o momento em que terei de passar a dividir o afecto da a minha filha com outro alguém e isso incomoda-me bastante porque não sei como vou reagir e não quero de forma alguma reagir de forma incorrecta. A reter: é tudo "... normal e natural... ". Nota mental registada. Tudo normal e natural...

08.02.21

Ritanhês...

soumaiseu

humor.jpg

(Imagem retirada daqui)

A Rita tem uma destas leggings de napa que agora tanto se usam. Adora-as porque são fashion, e são quentinhas, e lhe ficam bem, e tal e tal... Mas ontem, ao andar de carro percebeu-lhes uma desvantagem. Sempre que o carro fazia uma curva para a direita lá ia a Rita, para a esquerda lá vem a Rita, uma travagem mais brusca, lá vai a Rita para a frente: 
- Mãe, não gosto destas calças! Pareço manteiga...  
(Não percebo qual é o problema dela, eu cá gosto muito de manteiga... )

Na mesma viagem a Radio passou a música "Quando formos velhinhos" do Rogério Charraz, e acerca da letra resolvemos perguntar-lhe se sabia o que era um gira-discos. 
- Sei, é aquela coisa que tu pões lá uma cena e dá música, tipo coluna... 
(Tipo coluna? Ok.... )

Acordar a Rita de manhã é desde sempre uma tarefa árdua por isso um dia destes resolvi acorda-la aos gritos. Entrei no quarto e gritei entusiasticamente "RITAAAA ACORDAAAAA! ACORDA RITAAAAAA" enquanto abria as persianas e lhe dirigia a luz do candeeiro do beliche para o rosto...
- Mãe, estou a ver a luz... Mãe eu não quero ver a luz... Por favor mãe... eu não quero ver a luz!  Afasta de mim essa luz... Mãe, por favor não deixes que eu veja a luz... 
(Temos atriz.... )

Pai: Vou tomar banho...
Rita: Vai pai, que já se sente o cheiro aqui... 
( Check! )

06.02.21

Os trocadilhos da Rita

soumaiseu

porco.jpg

(Imagem retirada daqui)

Na hora de deitar, o pai foi ao quarto dar-lhe um beijo de boa-noite e, ao invés de fazer a coisa rapidamente, ficou por lá  na tagarelice e a fazer sala... Tive de correr com ele:

- Vá lá! Andor! Sai daqui pra fora que a miúda tem de dormir que já é tarde!
- Tens de arranjar uma vara... de porcos! - E ria-se, ria-se, ria-se...
- Mas qual é a piada?
- Mãe? Vara: pauzinho para enchutar os animais; e vara: vara de porcos?

 A menina tem muita graça, tem, tem! 

15.01.21

Diário de um Confinamento, dia 3.

soumaiseu

imagem-1.jpg

(Imagem retirada daqui)

Numa das muitas séries que devoro vi uma cena que acordou em mim aquele momento em que nos nasce um filho. Pelos olhos da personagem vi-me a mim, mulher, mãe, prenhe de laços eternos, com aquele vulto nos braços, quente, cheiroso. Senti-te o peso, não só físico, mas acima de tudo psicológico. Parte de mim, minha responsabilidade. Tão doce, tão quente, tão cheirosa, tão viva... mas tão pesada. E o pânico a tomar conta de mim, e a pergunta que me bailava no entendimento "E agora meu Deus, que fui eu fazer? Serei capaz?". Foi nos teus olhos que encontrei a paz que precisava para continuar a dar passos em falso. Nesses olhos profundos, brilhantes e já tão curiosos e cheios de vida. Eras minha e eu já era tua muito antes de o ter percebido. Elo nu e singelo num mundo de emoções que só existem entre mãe e filha. E assim me fiz mãe. Até à eternidade. Porque se um dia te perder vou contigo... 

28.11.20

Bom....

soumaiseu

A petiz já fez 13 anos. Frequenta neste momento o 8º ano. Continua carismática. Sem ser perfeita é uma boa miúda. Transformou-se numa adolescente bonita, vistosa, gira. Continua com um humor muito próprio. Exigente consigo mesma, exigente também com a maioria das pessoas. Ainda e sempre apaixonada pelos Trampolins e pelas Camas Elásticas do Sporting. De sangue verde. Miúda vaidosa. Convencida. Dona do seu nariz. Autoritária. Sem paciência. Exagerada. Sensível. Rabugenta. Mimada. Gritona. Barulhenta. De riso fácil. Feliz. Cheia de dramas. Indignada com tudo e todos. Muito indignada. Aliás, diariamente indignada. Só porque sim. Aos treze anos a Rita ainda me pede mimos e ainda salta para o nosso colo sem qualquer pudor.  E descobriu entretanto que afinal os rapazes até conseguem ser porreiros. E eu, mãe galinha, vejo-a crescer sem limites, num misto de orgulho e pena por ter consciência de que rapidamente a minha petiz será uma mulher feita. E esta vida parece-me tão curta para estar com ela...

EjMDog2XgAQnlwr.jpg

 

 

 

 

12.01.18

Ritanhês: Cyberbullying...

soumaiseu

Sabemos o que é. Todos nós já ouvimos falar disto. E quando acontece connosco? Quando é com os nossos filhos?

A Rita tem um amigo desde o 1º ciclo, o H. Este ano estão na mesma escola mas em turmas diferentes. Na escola cumprimentam-se fugazmente. Em casa usam o Whatsapp para falarem em grupo ou individualmente. A minha filha não é uma miúda que caia logo na graça dos colegas. Tem uma personalidade forte. Quando não gosta, não gosta e di-lo. Quando vê alguém ter uma atitude mais incorreta não consegue ficar calada. Quando tem de apontar o dedo estica-o sem qualquer receio. Ora isto não gera amigos facilmente, principalmente numa idade em que ainda não sabemos bem o que é isso da amizade. A Rita é portanto alguém de quem se gosta muito ou não gosta nada e isto pode mudar só porque sim. Posto isto é frequente haver colegas do primeiro ciclo a embirrar com ela. Sempre via Whatsapp porque nestas idades a cobardia é sua aliada e é no Whatsapp que surge a coragem para massacrar ou espezinhar os outros. Na net tem-se muita força. Agem em grupo e juntos chamam porca, badalhoca e anti social à Ana Rita só porque é giro vê-la ficar irritada e magoada com isso. E por detrás, fazendo parte deste grupo está o tal H. de que vos falava. Calado. Sem verbalizar uma só palavra, mas divertindo-se com a situação na surra. Por causa deste incidente proibi a Rita de fazer parte de grupos onde estivessem certos colegas e ela tem cumprido. Acontece que os antigos colegas estão sempre a criar grupos e a adiciona-la como membro. E a Rita sai. E algum deles a volta a colocar. E a Rita volta a sair. Bom, ontem o H. atacou-a em privado. Chamou lixo à minha filha. Disse-lhe que ela só queria estar nos grupos dela e com os amigos novos dela, uns "merdas", e que ela se estava a "f...der" para os antigos colegas. Ela defendeu-se argumentando que não era obrigada e fazer parte dos grupos deles nem estava para aturar faltas de educação. Voltou a chamar-lhe lixo. Sempre em privado como se quer. Sugerimos-lhe que fizesse um print da conversa e o mandasse para a mãe dele mas em nome dela... E ela assim fez. Resultado: o menino rebelde ficou de castigo, sem acesso a estas tecnologias, e hoje de manhã foi pedir desculpa à minha filha:

- Ana, desculpa por aquilo de ontem...

- Queres pedir desculpa? Achas que aquilo é maneira de falar comigo? 

- Acho.

- Então não desculpo. 

E é com respostas destas que eu sei e tenho a certeza que estou a fazer um bom trabalho com esta miúda. Independentemente de todas as quezílias que possam surgir enquanto ela reagir assim está no bom caminho.  Quando se está protegido pela net e escondido através de uma qualquer rede social é muito fácil atacar assim os colegas. Para nós pais é preciso atenção redobrada para que este tipo de abuso não ocorra e não prolifere. Mas quando estes miúdos acham correto aquilo que fazem e não vêm mal algum em maltratar os outros desta forma maliciosa algo está mal, muito mal. Pergunto-me que geração será esta. Onde estão os valores que nos tornam humanos e civilizados? O que é que se passa com estes miúdos? Preocupa-me, a sério que me preocupa. Se aos dez anos não são capazes de pedir desculpa com sinceridade que adultos sairão dali?

07.12.17

Ritanhês: coisa parecida com namorado...

soumaiseu

A Rita tem um novo amigo... Chama-se Rafael, é giro, divertido, cheio de princípios e respostas afiadas que vai buscar ao convívio diário com dois irmãos bem mais velhos que ele. Ora o Rafael fez anos e a Rita foi convidada. Foi à festa. Divertiu-se mas na hora H recusou-se a dar-lhe um beijinho de despedida alegando que "Nem ao Afonso que eu conheço desde os 5 anos eu faço isso...". Expliquei-lhe que os amigos dão beijinhos inocentes no rosto uns dos outros e que isso não tem nada de mal. Amuou. Ficou corada e super atrapalhada. Diz-me o pai "Deixa a menina..." e eu deixei. Mas desde então que fala do Rafael todos os dias cá em casa cheia de sorrisos e boa disposição. E passou a usar o cartão da escola pendurado ao pescoço com o suporte que ele lhe deu na festa de anos... Eu mãe, tenho uma vontade de rir tremenda. O primeiro "colorido amoroso" é muito engraçado. Por outro lado sei que mais virão. E se este me parece a brincadeira de miúdos que sei que é os outros serão ou poderão ser bem mais complicados, e para esses não me sinto minimamente preparada... coisas de mãe!

22.03.17

Nostalgia em Ritanhês...

soumaiseu

A petiz está quase a fazer 10 anos. Uma década de vida. Olho para trás e tenho saudades. Da barriga gigante, do dia em que a vi pela primeira vez, das lágrimas que deixei sair com orgulho porque aquela era a bebe mais perfeita e linda que eu já tinha visto na minha vida. Dos primeiros passos, da primeira palavra, do primeiro sorriso. Estamos quase nos 10 anos e tenho saudades desse bebe, das horas de sono perdidas durante a noite, do "Vamos fazer um Ó-o? Quem faz Ó-ó primeiro a Ritinha ou o Azul?", "A mamã, o Azui nã..." Saudades do ar de criança pequena que se vai perdendo com o passar dos anos. Saudades dos famosos "colhacos" (caracóis de cabelo em Ritanhês), do "Ritinha teim colhacos, Mamã teim colhacos, Papá num teim colhacos..."  e do olhar de censura das pessoas que não sabendo do contexto destas palavras olhavam para nós de lado. Saudades meu amor! De ti, do que foste, e já do que és, porque sei que a partir de agora é sempre a crescer, "a vida é sempre a perder"... Num piscar de olhos serás já uma mulher. E eu estarei morta de saudades... 

19.12.14

Nunca gostei...

soumaiseu

... do meu nome! Sempre que me chamavam pela versão completa e não pelo diminutivo, São, achava um pavor! "Que raio de nome me haviam de arranjar!" - pensava eu. Hoje a minha filha tem a mania de me chamar Maria da Conceição e nada me soa melhor! Na voz dela o meu nome tem mel, é doce, ternurento, e eu adoro.... Coisas de mãe! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D