Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Espiritualidade

 

                    

 

Hoje vou falar de Deus!

Não sob a forma de sermão secante até desesperar, mas vou falar de Deus na primeira pessoa.

?????? Como?  

Cá vai: fui educada na religião católica, fiz a Catequese e todas as cerimónias que a mesma implica. Mas comecei desde muito cedo a questionar todos os dogmas que me foram ensinados.... mais uma vez a minha avó foi responsável por esta situação porque cresci a ouvi-la contar uma história veridica que se passou com ela num tempo em que a fome era a sua melhor companheira. Era ela miúda, o Senhor Padre chamou-lhe a atenção para o facto de ter roubado um bocado de pão para comer, porque roubar era pecado. Contudo, a mesma atitude foi levada a cabo pela filha do mais rico da aldeia, mas com a desculpa que o pão se destinava aos pobres.... e assim o pecado desaparecia... Cresci a questionar-me que Deus era este que nos obrigava a ir à Igreja, e que tinha duas medidas para cada situação.... Que Deus era este que dava o perdão aquelas velhas beatas que passavam os seus últimos dias enfiadas na Igreja como se fossem ratos de Sacristia, mas que no Adro da aldeia destruiam a vida dos outros com tamanha perícia. Que gente era aquela que não era capaz de estender uma côdea de pão a um pobre animal faminto.... Tudo isto me fazia muita confusão! Aquele não era um Deus que me agradasse, não era o Deus que eu queria para mim! Cresci a ir escassamente à Igreja, tal como a minha avó só lá ia nos dias de festa. E fui desenvolvendo a minha própria espiritualidade. Acredito em Deus mas nos meus moldes. Acredito num Deus mais justo. O meu Deus é misiricordioso infinitamente. Para mim ir á Igreja nunca deve ser uma obrigação e por isso só lá vou quando sinto necessidade de o fazer. Gosto de lá ir quando não está lá ninguém...  Deus tem vindo a puxar-me cada vez mais para junto dele.... desde que nasceu a Rita sinto-me profundamente agradecida pela dádiva que me deu. Pela menina linda e inteligente que é! Por tudo o que passei durante a gravidez, hoje sei que Deus esteve sempre ao meu lado, dando-me a força necessária para erguer a minha cabeça as vezes que foram necessárias. Hoje agradeço a Deus a vida que tenho. A minha familia. Os meus amigos, a minha Rita.

E hoje tenho a certeza: posso não ir à missa todos os domingos,

mas o meu Deus está sempre comigo.

sinto-me:
música: Abençoa senhor as familias, Amén!
publicado por soumaiseu às 09:47

link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De AALADOSNAMORADOS a 7 de Setembro de 2008 às 14:49
Olá São
Espero que tenhas tido um bom "carregamento de baterias"durante as tuas férias.
Agradeço as palavras que me dirigiste sobre o meu comentário ao teu artigo no teu Blog.
N verdade e tal como dizes, a Fé é algo que nos faz viver e ultrapassar muitas das nossas dificuldades.
Ela, a Fé, não se vê, mas estou em crer que mesmo aquelas pessoas que Não Acreditam, elas, lá bem no fundo também têm a sua Fé.
É contudo um Mistério infindável mas real.
A Fé é, quanto a mim, um familiar muito próximo da Esperança e em esses dois Elementos, penso que a vida é muito difícil, se não mesmo impossível.
um beijo d amizade
Afonso
R.S.
Depois de reler o princípio o teu Blog, verifico que vives em Moscavide e por isso lembrei-me de te dizer que o meu filho Paulo tem uma pequena loja de artigos esotéricos , na rua Artur Ferreira da Silva, Quem lá está é a minha nora.

De soumaiseu a 10 de Setembro de 2008 às 22:34
Olá Afonso!
Estive uns dias Alhões (Cinfães do Douro), a terra da familia do meu marido, e claro, também fui uns dias a Proença, fui à festa (a propósito, se quiseres matar saudades no site da Proençal, assim que entras tem um video inicial com imagens da festa deste ano. Vai ver! Está giro). Costumo estar sempre uma semana em cada uma das terras mas este ano fui de fugida, foram mesmo só fins de semana prolongados. Serviu para enganar o cansaço :-) Sim. É verdade. Vivo em Moscavide. Comprei casa junto ao jardim e também conheço a lojinha do teu filho. Abriu há pouco tempo, há alguns meses, certo? Já lá fui uma ou outra vez. Vendem o tipo de produtos que me atrai. Gosto de quase tudo e tenho de fazer algum esforço para não gastar todos os meus trocos em espanta espiritos, incensos e pedras para atrair bons fluídos. A última vez que lá estive foi há cerca de um mês, mais ou menos. Fui atraida por um anúncio de leitura de Tarot... algo que também me interessa muito... Fui atendida por uma senhora muitissimo simpática. Deve ser a tua nora. É ela a mãe daqueles pimpolhos lindos? Assim que puder já lá vou outra vez. Mas desta vez vou mesmo codrilhar. Agora ainda fiquei mais curiosa!
Beijo.
São

Comentar post

.mais sobre mim

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. E hoje estou que não poss...

. E quando a saúde falta...

. Ritanhês: Quadro de excel...

. Saudades de mim...

. Papoilas...

. Ritanhês...

. Análises...

. Perguntam-me...

. Ritanhês...

. 11 anos!

.últ. comentários

Obrigada pelas tuas palavras.... Estou a tentar, j...
Obrigada Nuno... 😢
Estás a ter um dia daqueles que todos os temos de ...
Conheço bem esse sentimento e uma destruição perma...
Muitos parabéns á Rita. Eu cá acho que não é só po...
Oh muitos parabéns ;)É sempre um orgulho!
As tendinites custam muito, o meu marido tem no om...
Pesquisa um pouco sobre alimentação.Muitas vezes a...
Obrigada! Este ano correu bem. Se bem que o meu ob...
Que bom! Foi um bom trabalho neste ano letivo! Que...

.favoritos

. Lembranças...

. Quando a personagem princ...

. 15 Conselhos sobre Escrit...

. Sim tenho vagina, não não...

. Disparates....

. sabem aquela mulher que m...

. O que fiz no domingo?

. O anuncio que hoje me fez...

. Toda as mortes são premat...

. O Pai Natal

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds