Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

27.11.17

Alheamento...

soumaiseu

Quando a família não sabe estar por perto, porque estar ao lado é deveras complicado, difícil e muitas vezes demasiado próximo do impossível. Quando é mais fácil fechar os olhos, olhar noutra direção. Fingir que não sabemos de nada. Quando não queremos saltar muros e ultrapassar barreiras a distância instala-se. A frieza também e as coisas acontecem.... Hoje uma senhora que vivia aparentemente sozinha no prédio em frente ao meu atirou-se do segundo andar... Tal é a sua tristeza, o seu desespero, a sua solidão. Diziam vozes ao meu lado que já não era a primeira vez que ela tinha tentado algo drástico... Hoje viu os seus planos serem gorados mas tenho para mim que um dia destes o sucesso poderá bater-lhe á porta... Infelizmente.... 

 

26.11.17

Pérolas cá de casa (com Ritanhês à mistura)

soumaiseu

Entre os meus pais:

Pai: Madre Móséle....

Mãe: (Falando comigo) Vês? Ainda tu pensas que tens um pai que não sabe falar inglês...

Eu: É francês mãe... ou algo parecido com isso.... 

 

Rita: Não gosto destas pantufas porque depois parto-lhe o calçaforte... (= contraforte: parte detrás do calçado por cima do calcanhar)

22.11.17

O negro...

soumaiseu

Um rapaz magríssimo, tão magro quanto negro. Vestido com calças pretas, justas como manda a moda, e um blusão vermelho. Cabelos em molas penduradas ornamentadas com uns fios de phones brancos que lhe caiam das orelhas.  E um "olhar por baixo de capa", como um leão que espera a sua presa. Nos lábios um ligeiro divertimento... No branco dos olhos uma aparente malícia... Um demónio ou simplesmente um anjo... Intrigante este rapaz...

16.11.17

Estou de volta...

soumaiseu

Andei longe de tudo e de todos. Afastei-me. Todos nós lidamos com os problemas de forma diferente. Eu afasto-me. Escondo-me como um animal ferido. Estes últimos meses foram desgastantes. Quase me perdi. Recuperei 4 quilos da minha dieta. Entrei em guerras frias familiares. Andei por baixo, muitas vezes no fundo do poço. Sem vontade de vir à tona. Triste, chorona e pensativa. Questionei tudo e todos. Questionei os meus amigos e a refiz as minhas amizades. Quando estamos na fossa é incrível ver a quantidade de pessoas que se mantém ao nosso lado: parecem ratos a fugir de uma enxurrada. Questionei o meu casamento, de uma forma como nunca o tinha feito. Entrei em modo de ressentimento e deixei-o envenenar-me o coração. Estive a um passo de... Valeu-me a Carla e as suas questões certeiras no momento certo.  Até que acordei e pensei que raio estou eu a fazer comigo? Ter uma pessoa demente em casa dá cabo de nós. É preciso força constante para nos mantermos à tona. Capacidade de resistência e até mesmo abstração. Ninguém tem ideia de como é esgotante e stressante até ter essa situação entre mãos. O casal tem de remar para o mesmo lado, e acreditem que as correntes são muitas, quando damos pela conta já estamos de costas voltadas e cada um a remar por si. Difícil. Esgotante. Cansativo. Mais: exaustivo. Refiz as minhas prioridades levantei-me e estou de volta. Hoje, passados tantos meses sem vir ao e-mail abro-o para encontrar comentários da Ana: "Tenho saudades de te ler..." E nesse instante tive vontade de voltar ao blog. Porque há gente que mesmo virtualmente, sem nunca nos terem visto nem mais magros nem mais gordos, se mantém connosco. Que se mantém presentes e ao nosso lado. Que de alguma forma se preocupam connosco e sentem a nossa falta. E esses são os que fazem justiça à palavra amizade... Amigos virtuais e tão improváveis....                 

Get ready: I´m back! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D