Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sou Mais Eu...

Sou Mais Eu...

30.06.09

Estou de volta!

soumaiseu

 

Já voltei!

Estive uma semana no Norte, saltitanto constantemente entre Alhões e Valverde, mesmo ali ao lado de Cinfães do Douro. Serviu para repôr energias, respirar ar puro e molhar os pés nas águas geladas de um dos rios mais puros de Portugal, o Bestança! Gosto daquela zona! Gosto da vista deslumbrante que se tem sobre o Douro. Em Alhões ainda se pratica o "pastoreio comunitário" (não sei se é esta a desiganção correcta), em que se juntam todas as cabeças de gado miúdo da aldeia (cabras e ovelhas) e 2/3 pessoas da povoação levam-as para o monte, e no dia seguinte vão outras pessoas... É giro ver todos aqueles animais a balir pelas ruas estreitas acompanhados dos necessários cães do gado, animais corpulentos, robustos e sedentos de carinho... Por muito que goste do Norte, perdoem-me os que forem excepção à regra, mas normalmente nesta zona não se cultiva o mimo aos animais, uma simples festa é algo de impensável... mas enfim!

Eu prefiro Valverde, apesar da falta de saneamento, da falta de água canalizada, dos rudimentares acessos ás casas de quem vive mais isolado. Ali é o campo, ou pelo menos, Valverde corresponde à minha noção de campo, rude, em estado bruto e selvagem. Bem ao meu estilo. Tal como eu gosto! Natureza pura e crua! Não me aborreçe o pó nos pés, as unhas sujas logo no primeiro dia, por mais que nos lavemos a pele acaba por ficar sempre encardida! Não me aborreçe o lavar a loiça como a minha avó fazia, em alguidares. Não me aborreçe o usar uma fossa como sanitário... Se todos os caminhos estão cheios de água potável, se hà fruta para onde quer que se olhe, e vegetação! Muita vegetação verde, viçosa, fresca! O ar cheira ao doce das árvores de fruto, a terra cavada e a clorofila! Tão bom!

 

Quanto à Rita adorou os mé-més de Alhões! Acordava para os ver sair para o monte e depois voltava a dormir! Acordava muitas vezes a rir com o canto dos "cacácos" (galos, galinhas...) Gostava de ir às "pilas" (não se riam, que em Alhões as pilas são as galinhas!) buscar o ovo dos "cacácos".  Não teve medo das vacas, nem das aranhas que dormiam connosco no quarto... afinal de contas eram amigas da "Maia", a abelha! Em Valverde brincou com a terra, chapinhou o quanto quis, molhou-se várias vezes... comeu cerejas e uma batata crua que tinha acabado de ser apanhada, cheia de terra e tudo! Deve ter gostado do sabor, porque a mastigou e só a vomitou quando a tentou engolir! Rita tonta! Brincou o quanto quis! E Aprendeu uma série de palavras novas:

Bôtádi! (Boa Tarde)

Ica (Ricardo)

Alhé (André)

Táia (Sara)

Pum-pum (foguetes)

Aiõs (Alhões

batata

Manã (Amanhã)

Meina (Meias)

São apenas algumas das que me recordo agora!

Regressou coradinha!

Suja! Imunda!

Com as unhas dos pés encardidas e muitas nódoas na roupa!

Mas muito, muito feliz!

 

18.06.09

Olhó Oláááá Fresquinho! É frutó Chocolate!

soumaiseu

 

A Rita descobriu os gelados!

Todos aqueles que me conhecem minimamente sabem que eu sou maluca por esta gulodice doce e fresca. Marcham todos, esteja frio ou calor, à excepção dos de amêndoa,  mas só porque acho intragável quase tudo o que tiver amêndoa na sua confecção. 

Mas estava eu a dizer que a Rita descobriu os gelados! Já tinhamos feito uma ou outra tentativa de lhe dar a provar, mas assim que ela sentia a "coisa"  gelada na boca que ainda por cima se derretia, a primeira reacção era cuspir. Pensei que ela fosse como o pai: o António não é muito guloso, e quando nós casamos afirmava peremptoriamente que não gostava de gelados! Até ter casado comigo e eu lhe ter pegado o vício!  

Esta semana mandei o Antonio comprar pão e ele resolveu trazer para casa um gelado de manga... confesso que prefiro um de morango, ou um de chocolate, não fosse eu choco-dependente, mas veio um de manga, e como nunca se recusa um gelado principalmente quando o tempo está capaz de derreter o que quer que seja, venha de lá esse gelado! A Rita gostou tanto que comeu três bolas de gelado seguidas! E só parou porque nós lhe dissemos que o resto era para amanhã... Ontem voltamos a atacar o gelado! Ou melhor a Rita voltou a atacar o gelado e só largou quando já não havia mais nada para "arrabanhar" na embalagem. E sabem o que ela nos disse quando o gelado chegou ao fim?

 

- "Mais!"

 

Parece que a minha filhota tem  um apetite por gelados ainda mais devorador do que o meu! Acho que vou voltar a usar a minha Geladaria da Krups e regressar aos gelados caseiros! Resta saber se consigo dar rendimento suficiente para acompanhar a gula de gelados que se instalou cá por casa!

03.06.09

Avião Air France

soumaiseu

             

 

O meu dia a dia também se faz com momentos de tristeza...

Não posso ficar alheia ao desastre do avião da Air France...

Não posso deixar de pensar em todas as vidas que se perderam...

Não consigo deixar de pensar que gosto de andar de avião e só não ando mais porque a vida não mo permite...

Não posso deixar de pensar que tal como eu, certamente muitos passageiros que iam naquele avião nunca tiveram medo de o fazer...

Não posso deixar de pensar em todas as vidas que não serão mais vividas...

Em todos os familiares que ficam com a perda... Com o sentimento de não saber ao certo o que aconteceu...

Não posso deixar de pensar em todas as palavras de amor que foram ditas antes do acidente e em todas as que ficaram por dizer... 

A vida é tão breve... respira-se o último fôlego quando menos se espera...

Não consigo deixar de imaginar o sofrimento, o pânico, o saber que algo está mal, a certeza de que não há remédio... as despedidas que ficaram por fazer! 

O "Amo-te" que ficou por pronunciar!

O simples "Gosto de ti"...

A vida é demasiado breve!

02.06.09

Chegou o calor!

soumaiseu

 

Quando chega o calor assiste-se há uma sangria desatada a caminho das praias... eu não sou excepção à regra, Ah! pois claro que não! Logo eu que sou maluquinha por água, uma pata choca, como o meu marido gosta de me chamar! Claro que assim que aperta o calor a São começa logo a chatear a malta: "Quando vamos à praia? No fim de semana vamos à praia? São sete da noite, vamos à praia?" Para mim qualquer hora é sempre boa para um mergulho... Mas desde que a Rita nasceu que as coisas não me tem corrido bem... primeiro porque ela nasceu em Abril e por isso só pudemos fazer praia a partir de setembro, quando o tempo de vez em quando já gosta de ser antipático e não ajuda... O ano passado levamos a Rita Catita à praia várias vezes mas não correu bem: a catraia não gostava de areia nos pés... as poucas vezes que fomos tinhamos de andar com ela ao colo para que sua excelência não sujasse os delicados pézinhos!

 

Este ano estreamo-nos no fim de semana passado. Dissemos à Rita que a seguir ao ó-ó a levávamos à praia. No sábado não deu, fomos no domingo, a partir das 18 horas como mandam as regras... E então tudo correu mal. Não sei se motivada pelo pára-arranca da segunda circular a Rita resolveu vomitar... tivémos de fazer uma paragem de emergência, os quatro piscas ligados, no meio do trânsito, toca a fazer limpezas! Proseguimos viagem, mas para os lados do Jamor o céu estava nublado e com nevoeiro.... Parecia que vinha aí D. Sebastião! Chegaram a cair umas gotas no pára-brisas do carro que nem eu nem o meu marido nos atrevemos a comentar! Chegamos a Carcavelos com um sol muito envergonhado e um vento mal disposto. A praia estava quase deserta, apenas alguns pares de namorados resistentes, alguns adeptos do exercício à beira mar que todos nós deviamos fazer e alguns donos que passeavam com os seus cães e cães que passeavam os seus donos... "Podiamos ter trazido o Doggy!" - pensámos. E a Rita não se revelou! Continua com medo da areia. Não gosta dos pés sujos de areia e pior do que isso, não gosta que nós, pais, tenhamos os nossos pés com areia... chorava baba e ranho enquanto apontava para os nossos pés e dizia "Mamã, Papã, pó, pé" Tivemos que nos calçar, mas nem assim a choradeira parou, afinal de contas os pés ainda estavam sujos de areia... Fiquei traumatizada! Eu que adoro praia estou confinada a não me aproximar dela nos próximos tempos! Como é que eu vou sobreviver com este braseiro? Sem o meu mar, as minhas ondas? Passei-lhe os genes do cabelo encaracolado que só deu um ar da sua graça a partir do ano de idade (até lá a Rita tinha cabelo liso), mas pelos vistos o géne de "pata choca" ainda não amadureceu! Quando chegamos ao carro:

 

- "Olha, Mamã! Paia!

- Pois é, a praia. A mamã gosta muito. E tu? Gostaste da praia?

- Não. Aia póca, pó pé! (= não, àgua fria, há pó (areia) no pé)

 

Já viram a minha vida?

Vou certamente derreter!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D