Lilypie Kids Birthday tickers
Sexta-feira, 25 de Maio de 2012

As Amantes do Verão....


 

Já sabem que não resisto a um bom desafio! E este parece-me bem giro! Ainda por cima pode dar prémios! Claro está que fui a correr inscrever-me! Se não ganhar também não faz mal nenhum... o desafio já me chega! E vocês? Do que estão à espera? Podem inscrever-se até dia 27 de Maio...

Vita C? ....

 

Inscrições e informações em:



 
sinto-me: Inspirada!
publicado por soumaiseu às 18:10

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Maio de 2012

Um texto delicioso de Eduardo Sá! :-)

Diário de uma criança à beira do nervoso miudinho - Eduardo Sá

"Os pais não servem como despertador. Adormecem de manhã, como todos nós, mas, ao mesmo tempo que levantam a persiana e nos chamam «Meu querido» e coisas assim, querem que, entre a cara lavada e os cereais despachados, façamos dos 0 aos 100 em poucos... minutos.

Entretanto, como convém às pessoas ponderadas, e paramos de nos vestir para pensarmos na vida, eles sofrem de hiperatividade e, em jeito de ameaça, gritam qualquer coisa do género: «Eu juro que me vou embora, e deixo-te aqui!» (que era tudo o que eu mais queria!).

Os pais servem, também, para nos tirar a boa-disposição, antes do trabalho. Enquanto só não chamam «boas pessoas» a todos os senhores automobilistas que, segundo eles, estavam bem era dormir, ouvem (de meia em meia hora!) as mesmas notícias, atendem o telefone, olham 30 vezes para o relógio, melindram-se com a nossa cara de segunda-feira e, sempre que dizem, com voz de pateta: «Quem é o meu tesouro, quem é?», quem faz as contra-ordenações perigosas somos nós!

Os pais servem para imaginar que todas as crianças, ao chegarem à escola, são campeãs de felicidade.

E que nunca nos apetece mandar a nossa professora para a... biblioteca, de castigo, enquanto ela pensa se não será feio mentir (sempre que grita connosco, quando garante, aos nossos pais, que é só doçuras e meiguices...).

Os pais servem, também, para nos ir buscar à escola. E nisso escapam! Mas, independentemente de nos apetecer limpar o pó ao mundo, perguntam (todos os dias!): «Correu bem a escola? e O que foi o almoço?», com tantos pormenores, e no meio de tanta inquietação, que nos provocam brancas e nos levam ao stresse.

Os pais servem para nos deixar nos tempos livres. E, quando pensávamos que podíamos brincar à vontade, (ou não são os tempos... livres?) descobrimos que eles só podem ter sido levados ao engano porque, afinal, nos obrigam a estar, mais uma vez, quietos e calados. E, pior, quando estamos prontos a pedir o livro de reclamações, ora nos castigam com trabalhos de casa ora nos põem, sentadinhos, a ver os mesmos desenhos animados tantas vezes, que nós achamos que isso deve servir para aprendermos a contar até... 100.

Mas os pais servem, também, para trabalhar para a nossa formação desportiva e para o lazer. Quando chegamos à natação, gritam quando não nos queremos despir ali, à frente de toda a gente. Acham que não podemos brincar nem nos balneários nem na piscina. E gritam, outra vez, quando insistimos que os avós e os acompanhantes das outras crianças não deviam saber em que preparos viemos ao mundo.

Os pais servem, também, para zurzir no nosso lado bem-disposto, quando (de regresso ao carro) nos mandam cumprimentar a prima Maria da Glória que, em vez de nos dizer «Olá», delicadamente e com maneiras, nos esborracha contra ela e nos lambuza e, enquanto nos despenteia, duma ponta à outra, nos ofende, de cada vez que diz: «Ai, meu filho, o teu rapaz está tão crescido!....» (Meu filho?... Mas o pai bateu com a cabeça? Então, maltratam-lhe o filho, em vez de lhe darem um beijo transformam-no em algodão doce, e ele, ainda por cima, sorri e agradece?...)

Quando, finalmente, entramos em casa e estamos prontos para descansar, os pais servem para nos dizer, contra todas as nossas expectativas: «Primeiro, fazes os trabalhos de casa. Só depois brincas».

E servem para azedar a nossa boa disposição quando, logo a seguir, tratam, como se fosse contrafação, os pacotes de leite, as embalagens de bolachas e as caixinhas com os presentes da Happy Meal que, carinhosamente, tínhamos a dormir ao pé de nós.

Os pais servem para escandalizar, todos os dias, a nossa paciência, ao jantar. Começam por nunca respeitar o nosso: «Já vou!». Vendem-se à publicidade enganosa de cada vez que acham que a sopa de cenoura «faz os olhos bonitos». Servem-nos ervilhas e, carinhosamente (como quem não está muito seguro do produto que promove), chamam-lhe «bolinhas».

E nunca se cansam de nos dizer que a fruta faz bem!

E, quando o dia não pára de nos surpreender, os pais servem para dizer, todos os dias: «A partir de hoje... tu vais ver!».

E, sempre que estão chateados com o trabalho, para reclamar. Assim: «Ah queres fazer uma birra? Pois vamos ver quem faz a birra maior!...»

E, quando querem quebrar a monotonia dos nossos dias, os pais, servem para pronunciar com alma cada palavra, quando nos estragam com meiguices: «Qualquer dia... eu emigro! Para muito longe! E quero ver como é que vocês se safam!».

Com dias assim, em que o pai e a mãe fazem de Capitão Gancho, quem não se rende à canseira e adormece antes do fim de cada história? E quem é que não cede ao nervoso miudinho e não acorda, a meio da noite, com os nervos em franja? E quem é que não ficaria desolado, no meio de toda a energia renovável que eles têm, quando perguntam com quem estávamos a sonhar (e nós, não podendo dizer que era com eles), respondemos que temos medo é... do Papão!

Nós gostamos dos pais. Desconfiamos que eles imaginam que passam pouco tempo connosco mas, se for para isto, não temos coragem para os contrariar. Afinal, nós sabemos que todas as pessoas de coração grande têm a cabeça quente.

E nunca pomos em dúvida que só o amor importa. Só não entendemos porque é que os pais tenham de ser esta canseira!

E achamos que, desta maneira, eles nos fazem nervoso miudinho."

Eduardo Sá
in paisefilhos.pt

sinto-me:
tags:
publicado por soumaiseu às 11:10

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Semana de cão....

O sogro resolveu ir de excursão à minha terra, apanhar lá uma grande carraspana e armar um barraco... a seguir, não contente com o resultado, resolveu amuar com a senhora com quem vive há 5 anos, pegar nos trapinhos e regressar para a casa dele! Eu, levo com a pobre senhora quase todos os dias, seja no meu sofá ou por telefone... está desiludida, conformada, mas ainda assim triste por não perceber bem o que foi que aconteceu! Afeiçoei-me a ela e não consigo dizer-lhe que não por isso vou dando o meu apoio moral ainda que a situação para mim seja ingrata! O trabalho cá em casa acumula-se, a troca da roupa de Inverno pela de Verão que nunca mais termina, as novas maquinas de roupa lavada que vão aumentando a confusão... a prima que vem a Lisboa de comboio e quer boleia para ir comprar um carro na outra banda mas ainda não sabe bem quando... e para piorar a coisa, a Rita que se estreou aos 5 anos na sua primeira gastroenterite, com a febres altíssimas, com direito a banhos gelados a altas horas da noite e tudo o mais!

.... Socorro ....

sinto-me:
tags:
publicado por soumaiseu às 17:46

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Maio de 2012

Cá por casa...

... ainda reina o Dia da Mãe! Todos os dias a minha Rita me diz várias vezes "Felich Dia da Mãe, Mamã!" Um doce... derreto-me toda! Desfaço-me em sorrisos... nada é melhor do que ver a felicidade no rosto dela... sabê-la feliz é tudo o que eu espero que a vida me dê!

 

PS: A minha prenda do dia da mãe foi comprada em cima da hora pela Rita e pelo Papá numa loja de chineses aqui na rua. Recebi um porta-chaves, em forma de coração grande, decorado com muitos coraçõezinhos coloridos. "Mamã! Shabes puque é que teim tantos coiachões lá dento? Puque eu góisto muito de ti..."

 

 

sinto-me:
publicado por soumaiseu às 10:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Maio de 2012

Foi hoje o dia...

 

...em que inscrevi a minha Rita na Pré-escola! Aquilo que já é tão corriqueiro para algumas mães e pais vai passar a entrar no nosso quotidiano. Chegados os 5 anos, a dúvida quanto à obrigatoriedade de frequentar um ano de pré-escola mantém-se, a lei não esclarece, valeu a informação da Madrinha do Papá, professora primária reformada: "se o local onde vivem está apetrechado com pré-escolas então é obrigatório e tens de a inscrever". Seja como for, mal não faz, e por isso inscrevi-a! Depois do processo concluído saí da Secundária da Portela com o "encarregado de educação" a martelar-me na cabeça... eu, mais propriamente dito! De repente a minha menina vai para a pré, depois para a primaria, e depois para aqui.... e depois para ali.... a cabeça com o "encarregado de educação" e a consciência com a certeza inegável de que ela está a crescer e a preparar-se para sair debaixo das minhas saias... Um orgulho escondido por detrás de um "não querer"... Tal passarinho que larga o ninho!

sinto-me: Nostálgica!
publicado por soumaiseu às 00:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Maio de 2012

Mais um desafio da Nocas!

REGRAS:
1- Criar um post e responder às questões de quem te deu a Tag;
2- Criar 11 novas perguntas diferentes para passar;
3- Escolher 11 blogs para dar a Tag e colocar o link delas no post;
4- Avisar os 11 blogs que foram escolhidos.

 

E as perguntas da Noquitas são:

 

1- Se te fosse possível mudar de nome, qual escolherias?

Na adolescência pus francamente essa hipotese, ainda hoje não gosto do meu nome, Maria da Conceição é um nome muito pesado para uma criança, mas as crianças crescem, surgem os diminuitivos e habituamo-nos a eles. Hoje sou Sãozinha para a familia mais chegada e São para os amigos! Com muito gosto! E até me esqueço do meu nome "a sério"!

 

2 - Qual o teu maior vício?

Não gosto de me pensar como sendo uma pessoa de vicios... e acredito não os ter! Vicios daqueles a sério, mesmo a doer, acho que não tenho! Tenho sim, pequenas taras... gosto de doces, adoro comida... não resisto a malas e carteiras...


3 - A tua profissão de sonho?

Gostava de ter sido Veterinária... adoro animais!

 

4 - As tuas férias de sonho?
Já foram, Moorea na Polinésia Francesa, o paraíso do outro lado do mundo....27 h de voo para chegar lá! Mas valem cada segundo passado no ar! Um lugar simplesmente fantástico, um povo e uma cultura muito muito especial!

 

5 - O teu mês favorito?

Abril! Porque é o mês das chuvas... porque por vezes é o mês da Páscoa, e principalmente porque é o mês em que nasceu a minha Rita!

 

6 - Dorminhoca ou nem por isso?

Nem por isso! Gosto de levantar cedo e ir para a rua quando o ar ainda cheira a noite apesar do dia já ter nascido... Uma das minhas memórias de infância prende-se com esta quietude, com este deslumbre do dia que se inicia, lembro-me de acordar muito cedo, em Proença, em casa da minha avó... cheirava a café de cevada feito na lareira e ouvia-se o chilrear dos pássaros na oliveira do Adro... :-)

 

7 - O teu maior medo?

Morrer! Não da morte em si, mas do ter de partir sem ter tempo de me despedir, sem ter tempo de fazer tudo o que queria ter feito... das saudades que tenho a certeza que vou ter dos que cá ficarem...

8 - O que te faz soltar um ahhh, que fofo?

Tanta coisa, gatinhos, cachorros, bébés... Crianças! Velhotes!

9 - O que te faz ter vontade de dar um valente par de estalos?

Arrogância e prepotência! Não suporto!

10 - Aquele livro, filme ou música que mais te marcou? Ou os três.

Livro: muitos, mas acabei de me lembrar de um que a Nocas me emprestou e que gostei mesmo muito "A Filha da minha Melhor Amiga". Filme: O Carteiro de Pablo Neruda, Capitão Corelli, Clube dos Poetas Mortos... Música: Uma velharia que me põe em transe, "Careless Whisper"  dos Wham...

11 - Qual o momento mais determinante ou marcante da tua vida?

Dois: o dia em que me casei por representar a minha liberdade, e o dia em que nasceu a minha filha!

E as minhas perguntas:

 

1- Memórias do primeiro namorico de infância...

2- O teu pior defeito?

3- Não sais de casa sem?

4- Uma mania que não consigas controlar...

5- Na cozinha, doces ou salgados?

6- O que desprezas?

7- O que valorizas?

8- Qual a região de Portugal que preferes?

9- Pão com?

10- Qual o melhor professor que tiveste?

11- O melhor cheiro...

sinto-me:
tags:
publicado por soumaiseu às 00:14

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.FAZ-TE YOUZZER!

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alfama...

. Procissão de Santo Antóni...

. O explorador

. As fitas da petiz...

. I'm back!

. Ser mãe... (Ritanhês)

. O explorador...

. A minha menina...

. Novo chinoca...

. O mendigo.

.últ. comentários

Olá, olá... tenho saudaditas tuas... obrigada pelo...
Passei só para deixa uma beijoca, também ando sem ...
Eu adorei o chapéu. Quando cá em casa precisarem v...
Fizeste muito bem. É parvinha a outra miúda.
Olá São! Obrigada pelo seu comentário. Fico feliz ...
É dificil.... Mas vou tentando e hei-de lá chegar...
Prepara-te
Olá, vim deixar o meu testemunho.Apanhei queimadur...
Ah, mas sim, sou uma rabugenta convicta :P
As pessoas são más por natureza. Infelizmente é ma...

.favoritos

. 15 Conselhos sobre Escrit...

. Sim tenho vagina, não não...

. Disparates....

. sabem aquela mulher que m...

. O que fiz no domingo?

. E o Resto Que Se Lixe

. O anuncio que hoje me fez...

. Toda as mortes são premat...

. O Pai Natal

. Às estrelinhas do nosso C...

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds